Frases de Impacto para Conquistar Clientes no Atendimento (Experiência é Tudo)

 

Experiência do cliente é um tema quente. Não há dúvida sobre isso.

Há, no entanto, muitas perspectivas sobre este vasto assunto.

Aqui estão 12 frases de grande empresários brasileiros:

“Não há poção secreta para a experiência do cliente. São as pessoas que contratamos.”
– Teresa Laraba, vice-presidente da Southwest Airlines

 

“Eu não ligo para o negócio em que você está inserido, poucas empresas são boas em criar grandes experiências para os clientes …. Serviço de má qualidade não é devido a pessoas improdutivas, é devido a processos ruins e falta de comunicação. Atendimento ao cliente deve ser encarado como uma prioridade e mostrar o que está sendo dito sobre a marca e suas experiências. “
– Frank Eliason, vice-presidente sênior de mídia social do Citibank

 

“O nível de intimidade com os clientes aumenta ao longo do tempo, mas a complexidade da relação também cresce. Isto significa que as empresas sempre precisam de mais informações sobre seus clientes.”
– Anthony Leaper, vice-presidente sênior e gerente geral, o Cliente LoB, SAP

 

“Se você quer ser centrado no cliente, isso começa no primeiro dia de qualquer projeto, desenvolvimento de produtos, etc “pensar em design “envolve os clientes desde o primeiro dia.”
– Fred Leichter, vice-presidente sênior da experiência do cliente e design de interface do usuário, Fidelity Investments

 

“Uma marca é o que as pessoas dizem quando você não está no recinto.”
– Brian Solis, principal, Altimeter Group

 

“Quando os clientes veem que a empresa tomou medidas a partir de seus feedbacks, é mais poderoso para a construção de compromisso e lealdade do que algo como ganhar um iPod por reponder uma pesquisa.”
– Daniel Ziv, vice-presidente de análise de interação com o cliente, Verint

 

“Ouvir é a infra-estrutura por trás do foco no cliente.”
– Maribel Sierra, diretora de mídias globais sociais e comunidades, Dell

 

“Demita clientes que vão sugar sua energia vital. Mantenha os clientes que entendem o seu valor e estão dispostos a pagar por isso.”
– R. Ray Wang, analista principal e CEO da Research Constellation

 

“Nós usamos análise para contar a verdadeira história sobre o envolvimento do cliente. É bom quando as vendas sobem, mas por quê? É algo que será duradouro ou é devido a um episódio de curto prazo?”
– Aaron Cano, vice-presidente de planejamento de marketing, análise e operações, FreshDirect

 

“O entendimento do contexto de interação de um cliente tem que acontecer em tempo real para criar a experiência ideal.”
– Vinay Iyer, vice-presidente de marketing global, SAP

 

“Os clientes querem sentir um certo nível de comprometimento vindo das empresas. É assim que se conquista sua lealdade. É a interação one-to-one”.
– Pinny Gniwisch, diretor motivacional e vice-presidente executivo de marketing, Ice.com

 

“A experiência do cliente é tudo.”
– Tim Moynihan, vice-presidente de marketing, Emprix

Veja outras dicas de como encantar seus clientes no vídeo abaixo

 

Este artigo Frases de Impacto para Conquistar Clientes no Atendimento (Experiência é Tudo) surgiu pela primeira vez no Guia Instituto Usuário Online.

Anúncios

Cursos de Pós-graduação Destinados aos Funcionários Públicos (Melhores Opções)

A especialização se tornou uma necessidade para os profissionais que passaram pela graduação, que é considerada, hoje, um ensino insuficiente para trilhar bons caminhos na profissão escolhida.

Visto as mudanças, transformações e novas informações que vem ocorrendo de forma acelerada.

Desta forma, os cursos de pós-graduação tendem a contribuir com a formação acadêmica, agregando um conhecimento mais específico, enriquecendo o nível de informação já adquirido.

Curso de pós-graduação em contabilidade governamental

O público-alvo do curso de pós-graduação em contabilidade governamental é o contabilista, profissional graduado em ciências contábeis. No entanto, os economistas, administradores e algumas outras áreas ligadas à exata podem se especializar em contabilidade governamental.

Há uma compatibilidade de conteúdo entre a pós-graduação em administração pública e contabilidade governamental. Isso, porque os interesses são, de certa forma, os mesmos: preparar os profissionais que atuam no terceiro setor.

A necessidade desses profissionais

A economia de todo o mundo, tanto dos países desenvolvidos quanto subdesenvolvidos, vem passando por um contínuo processo de mudança.

As instituições governamentais precisam, então, de profissionais preparados e capacitados para lidar com tais transformações, zelando pela economia estável do país.

Com proatividade e um entendimento mais analítico do contexto, muitas vezes de crise, o profissional é capaz de desenvolver ações e planejamento que visam a cessar com o período crítico. Portanto, sua atuação é de suma importância para uma nação.

Especificações do curso de pós-graduação em contabilidade governamental

O objetivo do ensino é promover a qualificação para os profissionais que, de forma direta ou indireta, têm ligação com as atividades de contabilidade governamental, controle e execução orçamentária, sobretudo estratégias de planejamento nesta função.

Como este público-alvo não tem muito tempo para comparecer a uma instituição de especialização, o curso de pós-graduação em contabilidade governamental pode ser feito como ensino à distância, o que permite melhor organização do tempo e garante uma especialização de qualidade.

O artigo Cursos de Pós-graduação Destinados aos Funcionários Públicos (Melhores Opções) surgiu primeiramente no Site Guia Instituto Usuário Online.

Conto Mostra Como Valorizar seus Pontos Fortes no Trabalho (Seja Sábio)

O Conto abaixo de valorizar os pontos fortes das pessoas. Aproveite e reflita sobre a situação.

Contam que em uma Marcenaria houve uma estranha assembleia.

Foi uma reunião, onde as ferramentas juntaram-se para acertar suas diferenças.

Um martelo estava exercendo a presidência, mas os participantes lhe notificaram que teria que renunciar.

A causa?

Fazia demasiado barulho e além do mais passava todo tempo golpeando.

O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo.

Diante do ataque o parafuso concordou, mas por sua vez pediu a expulsão da lixa.

Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.

A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fora o único perfeito.

Nesse momento entrou o marceneiro, juntou todos e iniciou o seu trabalho.

Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso.

Finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel.

Quando a marcenaria ficou novamente sem ninguém, a assembleia reativou a discussão.

Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:

– Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o marceneiro trabalha com nossas qualidades, ressaltando nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos e concentremo-nos em nossos pontos fortes.

Então a assembleia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limpar e afinar asperezas e o metro era preciso e exato.

Sentiram-se então como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade e uma grande alegria tomou conta de todos pela oportunidade de trabalhar juntos.

O mesmo ocorre com os seres humanos em sua interações pessoais e profissionais.

Basta observar e comprovar

Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação torna-se tensa e negativa.

Ao contrário, quando se busca com sinceridade os pontos fortes dos outros, florescem as melhores conquistas humanas.

É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades…

Isto é para os sábios!!!

Este artigo Conto Mostra Como Valorizar seus Pontos Fortes no Trabalho (Seja Sábio) apareceu primeiro no Site Guia Instituto Usuário Online.

Como Interagir com as Pessoas no Trabalho de Forma Posisitva (Seja Bem Visto)

Você já parou para pensar que grande parte das dificuldades no seu dia a dia são consequências da sua limitação em interagir com as pessoas à sua volta?

Pessoas que não entendem o que você “quer dizer” e agem de forma oposta ao que você espera.

Pois é, tenho que chamar sua atenção para um fato no mínimo curioso: existe um princípio físico convencionado de “ação e reação”. Trata-se da terceira lei de Newton – toda ação provoca uma reação de igual intensidade, mesma direção e em sentido contrário.

Fazendo alusão ao campo das relações interpessoais significa que tudo o que vem em resposta a uma iniciativa sua tem relação e ligação direta com o modo como você agiu.

Como Você Influência sua Imagem Social no Trabalho?

Dito isso, antes de criticarmos as reações das pessoas ao nosso entorno, quando não alinhadas à nossa expectativa, é recomendável questionar nosso posicionamento e identificar até onde contribuímos, mesmo que não intencionalmente, para o resultado apresentado.

Um bom exercício é observar se na comunicação com os outros você consegue obter resultados em linha com o esperado, ou se as pessoas “sempre” interpretam errado o que você diz. Lembre-se que em um processo de comunicação, existem pelo menos dois interlocutores, portanto, 50% da responsabilidade desse processo cabe a cada uma das partes.

Cada pessoa, de maneira muito particular, interpreta a mensagem de acordo com sua percepção dos fatos. Daí a necessidade de ter noção de como o outro assimila o que você diz para assegurar que sua mensagem seja interpretada na real acepção da palavra. Nesse contexto, sensibilidade e empatia são aspectos fundamentais para o sucesso das trocas interpessoais.

Grande parte dos problemas que temos nas nossas relações se refere ao fato de não exercermos uma boa comunicação, dada a dificuldade de sermos empáticos à necessidade e realidade do outro. Temos a tendência de falar o que queremos da forma como bem entendemos, sem nos dar ao trabalho de certificar se a pessoa com quem falamos compreendeu a informação.

Isso, é claro, requer mais empenho. Mas, certamente, o isentará de ter de repetir o evento mais de uma vez e lhe atribuirá a imagem de uma pessoa assertiva e desenvolta no trato com as pessoas.

Atue positivamente para melhorar sua interação pessoal e profissional

As habilidades sociais, cada vez mais, configuram uma condição básica na conquista da liderança colaborativa preconizada enquanto modelo de referência nas organizações. Afinal, quem você escolheria para fazer parte do seu grupo?

Alguém com talento para acessar as pessoas e garantir a fluidez nos processos de comunicação, ou alguém que apenas repassa a informação sem o zelo necessário para que a mensagem seja bem interpretada?

O que esperamos do outro deve ser a nossa medida de referência. “Se as palavras mobilizam, os exemplos inspiram atitudes e comportamentos convergentes.”

 

Este post Como Interagir com as Pessoas no Trabalho de Forma Posisitva (Seja Bem Visto) foi postado primeiro no Guia Instituto Usuário Online.

O que Faz um Analista Financeiro? (Origens, Formação e Atividades)

O analista financeiro é o profissional responsável pela rotina financeira de uma empresa que envolve diversas funções relacionadas aos pagamentos e recebimentos. De maneira genérica, um analista financeiro deve manipular as transações financeiras da empresa para garantir que as finanças estejam sempre em dia.

Veja algumas atividades do Analista Financeiro:

  • Processamento de contas a pagar e a receber;
  • Anotação na transferência de ativos;
  • Encerramento dos livros;
  • Estudar novas chances de investimento;
  • Supervisionar a elaboração de fluxos de caixa;
  • Negociar prazos com fornecedores;
  • Acompanhar lançamentos de notas e faturamentos no sistema;
  • Realizar ou supervisionar relatórios financeiros;
  • Supervisionar os preços de venda dos produtos e adaptação no mercado;
  • Analisar os custos, gastos e despesas da organização para visar sempre a economia;
  • Elaborar estudos de viabilidade econômica de produtos novos;
  • Acompanhar a distribuição de vendas;
  • Tomar decisões financeiras.

 

Através de um bom trabalho o profissional consegue gerar mais lucros para a empresa apontando os melhores investimentos a curto, médio e longo prazo.

Capacidade analítica e de sintetize

Como seu nome já sugere, um analista financeiro fará a análise financeira da empresa constantemente cuidando para que seus números estejam sempre dentro do desejado.

No geral, esta análise passa por algumas etapas, sendo que primeiro deve-se conseguir o equilíbrio financeiro para que a organização mantenha uma uniformidade nas contas e não haja surpresas desagradáveis.

Depois deve-se cuidar da rentabilidade dos capitais para a empresa ter mais lucro e cuidar para que este desenvolvimento seja constante.

Saber lidar com riscos também faz parte desta rotina e o profissional precisa avaliar todos os fatores que envolvem uma situação de risco.

Desta forma, seguindo estas etapas é possível ser um bom profissional e alcançar sucesso profissional na área.

Formação necessária para ser um analista financeiro

Para atuar na área e ser um analista financeiro é preciso possuir nível superior em Administração de Empresas ou Economia.

Em alguns casos é preciso até mesmo cursos de qualificação e especialização financeira para conseguir uma boa colocação no mercado, então é bom fazer sua faculdade e não parar de estudar nem se qualificar com cursos de atualização, sejam online ou presenciais, além de uma pós-graduação ou MBA na área.

Possuir conhecimentos em outro idioma e também ter conhecimentos de informática de nível intermediário a avançado – principalmente em relação às planilhas de Excel – é de extrema importância para esta profissão.

Cursos online importantes para um analista financeiro

É possível aproveitar muitos cursos online na área financeira para garantir bons requisitos e qualificações e se destacar no mercado de trabalho como um bom analista financeiro.

Para isso,  sugerimos os seguintes cursos:

Além destas sugestões, você pode escolher por vários cursos online de finanças e obter conhecimentos de planejamento financeiro, mercado de capitais, matemática financeira, finanças corporativas e muito mais.

Somente se qualificando é possível garantir sua vaga e se destacar dos demais profissionais na área …

A origem da profissão de analista financeiro

A primeira regulamentação da profissão contábil no Brasil surgiu em 1770 quando Dom José, rei de Portugal, começou com o registro dos Guarda-livros.

Somente em 1870 que a profissão contábil foi regulamentada pelo decreto imperial 4475. Em 1915 surgiu o Instituto brasileiro de Contadores Fiscais (IBRACON) e em 1924 houve o primeiro congresso de contabilidade brasileira.

A primeira escola de contabilidade no Brasil surgiu por volta de 1900 e foi a Escola Comércio Álvares Penteado, mas mesmo assim o primeiro curso de contabilidade só foi instituído em 1931, chamado de perito-contador.

A grande evolução com o decreto lei 9.295 aconteceu em 1945, onde foi instituído o curso superior de Ciências Contábeis e Atuariais.

Qualidades importantes para ser um bom analista financeiro

Para ser um bom profissional neste ramo é preciso ter diversas habilidades boas em qualquer profissional, mas os destaques vão para:

  • Saber lidar com números;
  • Ser organizado com prazos;
  • Ter bastante responsabilidade e organização;
  • Ter habilidades de negociador para falar com fornecedores;
  • Ser atento a mínimos detalhes.

Você já tem todas estas habilidades ou ainda tem que desenvolver alguma delas?

Aproveite e comece agora mesmo a se aperfeiçoar!

Mercado de trabalho de um analista financeiro

O mercado de trabalho para uma analista financeiro é promissor, já que as empresas sempre precisarão de alguém para cuidar das finanças e deixar a contabilidade em ordem.

É possível trabalhar em empresas dos mais variados ramos e portes, já que sempre será necessário cuidar das finanças.

Salário médio de um analista financeiro

A média do salário de um analista financeiro é de R$ 3.700, mas isso vai variar de acordo com a região e também porte da empresa, assim como nível de qualificação do profissional.

Devido a isso, é importante sempre buscar o aperfeiçoamento e fazer cursos de qualificação na área visando sempre maiores salários.

E você, gosta da profissão de analista financeiro ou está pensando em se tornar um? Divida suas experiências!

 

Este post O que Faz um Analista Financeiro? (Origens, Formação e Atividades) apareceu inicialmente no Site Guia Instituto Usuário Online.

Empresas Perdem Dinheiro Onde Menos Esperam (Como Reduzir Custos)

Pare de jogar dinheiro da sua no lixo, ele paga seu salário….

Tenho notado em organizações, principalmente as de pequeno e médio porte, que seus colaboradores não estão muito preocupados com a saúde financeira da empresa e sim com seus empregos.

Como se um não houvesse relação um com o outro.

Com a globalização de hoje e a concorrência entre empresas com produtos semelhantes, qualidade idêntica a de seus concorrentes e preços altamente competitivos, seus gestores tem que se preocupar com muito com seus custos internos.

É nesse ponto que afirmo que muitas empresas estão perdendo dinheiro sem saber para onde vai.

Talvez por não terem o gerenciamento de profissionais experientes com uma profunda vivência profissional, mas sim jovens que estão mais preocupados em manter seus cargos e salários e obterem reconhecimento da empresa a curto prazo.

O reconhecimento vem com tempo, e talvez não seja da empresa, mas sim das pessoas que ele tem sob seu comando.

O que diferencia um profissional do outro é a postura que ele toma diante de determinadas situações, mais comuns do que se imagina.

Respeitar a empresa onde você trabalha é antes de tudo ajudá-la a sobreviver com sucesso

Na situação atual com a competitividade que encontramos hoje no mercado, observar os detalhes mínimos possíveis poderá vir a gerar uma economia nos gastos, mesmo que seja alguns centavos de real.

Cabe aos seus Gerentes e Administradores treinar, orientar e educar seus colaboradores para que isso aconteça e se torne um diferencial.

Não faça na empresa onde você trabalha o que não costumaria fazer na sua residência.

Porque falo isso e digo que algumas empresas estão perdendo dinheiro sem saber para onde ele está indo?

Vários exemplos de situações comuns no dia a dia da empresa podem ser citados, desde um simples clipe de papel jogado fora ou largado no chão;

isso é muito comum de se observar nos escritórios, como torneiras de toalete deixadas pingando, material de escritório desperdiçado, folhas das impressoras que poderiam ser usadas como papel de rascunho que são jogadas no lixo, salas que não estão sendo ocupadas largadas com as luzes acesas sem contar nos veículos da empresa que são usados.

  • Leia também: Como Fazer a Gestão Financeira nas Pequenas Empresas

    Podemos observar no transito que veículos de empresas são conduzidos de forma assustadora por seus motoristas. Não obedecem a sinalização, isso traz infrações que normalmente são pagas pela empresa.

    Não se preocupam em reduzir a velocidade diante de um buraco ou lombada, estacionam de qualquer maneira nas ruas. E o assustador é que quando você por uma razão ou outra aborda um desses motoristas e pergunta:

Você não tem cuidado com esse veiculo, não vê que pode quebrar ou estragar, antecipando o gasto com manutenção?

Aí ele responde;

“O veiculo não é meu é da empresa, ela que quem paga a manutenção, a empresa é rica”. 😦

Se isso acontece sem que possamos ver; pois nenhuma empresa tem um supervisor que vá ao lado do motorista para observar como ele conduz o veiculo da empresa. Ele dirige o veiculo com cautela e obedecendo as leis de transito como se fosse seu?

E quanto aos funcionários que estão no escritório, fazendo copias sem necessidade, jogando clipes fora, gastando água e luz em abundancia, jogando no lixo folhas de papel que facilmente poderiam virar rascunho.

Será que seus encarregados, gerentes, supervisores estão conscientizando seus colaboradores a ajudar a empresa a economizar e assim obter sucesso mais longo e duradouro ou eles também estão mais preocupados com seus cargos, e isso passa sem ser observado?

Por isso eu digo que: “ respeitar a empresa onde você trabalha, é garantir o seu próprio futuro e o sucesso”.

Leva tempo para alguém ser bem sucedido porque o êxito não é mais do que a recompensa natural pelo tempo gasto em fazer algo direito. (Joseph Ross)

“Deve-se aprender fazendo a coisa; pelo pensamento você acha que sabe. Você não tem certeza, até que você tente. “(Sófocles )

O texto Empresas Perdem Dinheiro Onde Menos Esperam (Como Reduzir Custos) aparece anteriormente no Site Guia Instituto Usuário Online.

Dicas de Como Usar as Redes Sociais para Promover seu Negócio (Venda +)

Que hoje em dia todas as empresas devem estar presentes nas redes sociais já é fato, mas como usar as redes sociais para promover seu negócio?

Com certeza, esta é uma dúvida de empreendedores de pequenas, médias e grandes lojas virtuais, mas que precisa apenas de um pouco de observação para tornar seu e-commerce um sucesso sem precisar fazer muito.

O uso das redes sociais como ferramenta de marketing digital é extenso, já que é um tipo de estratégia praticamente gratuita, sendo que o único gasto é com a manutenção de um profissional ou agência para cuidar de seus perfis na web, caso o próprio dono do negócio não tenha conhecimentos necessários ou tempo disponível.

Com dicas simples é possível que sua loja virtual transforme-se em um sucesso sem que você precise gastar para isso. Confira algumas:

1 – Saiba comunicar-se com seu público-alvo

Antes de começar a postar em seu perfil das redes sociais, você precisa saber qual é o seu público-alvo para que consiga utilizar a mesma linguagem que o mesmo.

Desta forma, se são consumidores mais jovens, uma linguagem descontraída será a melhor opção; já se forem um público mais culto e sério, tente usar algo mais formal. Um curso online de comportamento do consumidor e marketing de relacionamento pode ajudar.

Porém, jamais comece a postar comentários em sua página sem saber para quem está se dirigindo, pois isto pode até mesmo afastar possíveis clientes.

2 – Faça postagens atraentes e interessantes 

Não adianta querer ter uma página no Facebook, Twitter ou Linkedin e postar somente sobre seus produtos, pois isso pode ficar maçante e tirar o interesse das pessoas em curtir ou seguir o perfil da sua empresa.

Ao mesmo tempo em que irá fazer a divulgação de seus produtos e serviços, compartilhe assuntos interessantes da atualidade, crie debates para que o público possa interagir com sua empresa e tornar-se mais próximo e busque assuntos relacionados ao seu tipo de produto e serviço de forma natural para que as pessoas possam relacioná-los sem que você tenha que ficar a todo o momento postando diretamente sobre este.

Por exemplo, se você trabalha com uma loja virtual de roupas, pode postar dicas de moda e linkar com os modelos vendidos em sua empresa.

Sempre utilize a publicidade e propaganda de forma certa.

3 – Mostre que é vantajoso conectar-se à rede social da loja virtual

Todos já sabem que as pessoas curtem ou seguem um perfil nas redes sociais devido a ver alguma vantagem nisso, seja por conhecer a pessoa, para seguir uma notícia interessante ou para ficar atualizado sobre os lançamentos de uma marca.

Então você deve mostrar que também há grandes benefícios em seguir e curtir o seu perfil..

Postar promoções, descontos, cupons de oferta, etc. é uma forma de mostrar que é vantajoso estar conectado à rede social do seu negócio.

Outro ponto interessante é diversificar as postagens, fazer comentários originais e não somente copiar os mesmos links que o seu concorrente está usando para atrair clientes.

Estas são somente algumas dicas de como usar as redes sociais para promover seu negócio, mas se conseguir segui-las corretamente verá que os resultados serão muito atraentes para suas vendas futuras.

Este artigo Dicas de Como Usar as Redes Sociais para Promover seu Negócio (Venda +) aparece anteriormente no Canal Guia Instituto Usuário Online.